Mickey Mouse foi o nosso cupido

Tania em Nova YorkNo meio de um intercambio na Disney, Tania encontrou um grande amor e trocou São Paulo pela pacata Orlando. Depois de 7 anos, trocaram Mickey Mouse pela Big Apple e nao querem mais sair mais de lá…

– Nome:
Tania Ikeda de Carvalho Pereyra

– Onde nasceu e cresceu?
Nasci e cresci na cidade de Sao Paulo

– Em que país e cidade você mora?
Moro em Nova York nos Estados Unidos

– Você mora sozinho ou com sua familia?
Moro com o meu marido Gabriel e estamos esperando um menininho que chega ano que vem.
Tania em Nova York

– Há quanto tempo você reside nesse local?
Resido em Nova York desde 2008 e tambem morei em Saint Cloud na Florida por 7 anos.

– Já residiu em outro(s) país(es) antes dessa experiencia?
Ja tinha morado na Australia na cidade de Cairns por 7 meses em 1996.

– Qual sua idade?
38 anos

– Quando surgiu a idéia de residir no exterior?
Desde que passei um tempo na Australia eu ja tinha vontade de repetir a experiencia. Como estava estudando Turismo, surgiu a oportunidade de um programa de trabalho nos parques da Disney. Vim pra Orlando em 2001 e acabei conhecendo meu marido no trabalho e fiquei por aqui.

– Foi difícil conseguir o visto de residência ou o visto de trabalho?
Cheguei aqui com um visto J1 e depois mudei para o visto de turista. Apos o casamento tive que esperar alguns meses ate a obtencao do visto de trabalho. O processo eh simples, mas tem que ter paciencia.

– Você tem seguro saúde? Foi difícil obtê-lo antes ou depois da sua chegada?
Sempre tive atraves do meu marido ou atraves do meu emprego. Viver aqui sem seguro saude eh muito complicado, pela falta de saude publica e pouca assistencia do governo.

– Você trabalha? Como a renda familiar é obtida? 
Tanto eu como meu marido trabalhamos. Como sempre trabalhei na area de turismo e hotelaria (em SP por 4 anos) foi mais tranquilo arranjar um emprego na minha area. Como tinha experiencia na Disney e assim que obtive meu visto de trabalho fui recontratada. Depois voltei a estudar e atraves da universidade, fiz bons contatos e agora ja tenho uma carreira mais solida.

– Você fala a língua local? Você acredita que é importante aprender a língua local?
Eu falo ingles mas cheguei aqui achando que sabia tudo e percebi que meu ingles era bem fraco e precisava melhorar. No inicio assistia televisao sem close caption e isso me ajudou a treinar meu ouvido. Com tempo tentei praticar bastante ate ter coragem de encarar a universidade. Apesar de ter morado na Florida onde o espanhol eh o segundo idioma, a comunicacao em ingles eh fundamental para voce se inserir na sociedade. Se nao falasse ingles eu nao teria nenhuma das oportunidades que tive ate agora.

– O que você  pensa sobre seu novo país e o local onde mora (e/ou onde morou)? Eles respeitam os Brasileiros  e outros expatriados vivendo nesse país?
Em Nova York acho que nao ha nenhum problema de preconceito. Aqui ha tantos expatriados de todos os cantos do mundo que no metro ou no onibus eh muito comum pessoas conversando em outro idioma, que ninguem liga ou olha feio. Na Florida sentia alguns olhares estranhos quando falava portugues porque apesar de morar proximo a Orlando a minha cidade era menor e com menos imigrantes.

– Você tem filhos? Se sim, eles se adaptaram ao novo país? Estudam e têm amigos locais?
Temos um filho a caminho.

– Sente saudades da familia no Brasil? Sente falta de produtos, alimentos e outras peculiaridades?
Acho que quanto mais o tempo passa, mais a saudades aperta. Sinto falta da familia e dos amigos. E as frutas do Brasil que tem um gosto diferente. Aqui as frutas tropicais tem uma aparencia linda e gosto de nada. O resto eu me viro com adaptacoes e muambas da familia. Mas em geral meu habitos alimentares sao bem ecleticos e vivendo em NY tenho que aproveitar a oportunidade de provar pratos de todos os cantos do mundo. Sinto falta de ralo no banheiro/cozinha e sinto falta ano novo na praia.

– O que costuma fazer nas horas vagas, finais de semana e feriados? Quais as atividades recreacionais existentes?
Aqui em Nova York as opcoes sao infinitas. Mas nos gostamos de no verao aproveitar os parques, fazer um piquenique e ficar lendo deitado na grama. Os museus sao um atracao a parte. Acompanhar todas as exposicoes exige dedicacao integral, entao selecionamos as exposicoes mais interessantes e tentamos ir num dia de semana para fugir das filas. Amamos ir a novos restaurantes e pegar um cinema. Aqui alem dos cinemas blockbuster temos a opcao de inumeros filmes que nao passam nos circuitos comercias e que sentiamos muita falta na Florida. Fora de NY tambem existem lugares lindos como Southhampton no verao e Upstate NY no outono pra ver a mudanca das coloracao das folhas.

– Você tem planos para o futuro? Pretende viver nesse país para sempre?
Por enquanto estamos muito felizes aqui e nao temos planos de mudar num futuro proximo.

– Você comprou ou alugou o local que reside? Quanto pagou ou paga por isso? Comprar imoveis é algo comum nesse país?
Nos compramos uma casa na Florida que agora esta alugada e aqui em NY pagamos aluguel. Infelizmente aqui em NY o preco dos imoveis eh altissimo e comprar um imovel por enquanto esta fora dos nosso planos. A media dos aluguel em Manhattan eh de $3000 e apesar de nos Estados Unidos ser comum a compra de imoves, em NY isso eh mais complicado por causa dos precos altos.

– Qual o custo de vida?
Isso eh muito relativo. O custo de vida em NY eh alto, mas nao temos algumas despesas que tinhamos na Florida como a necessidade de ter dois carros. Uma familia que ganhe em torno de $150.000 ao ano tem um padrao de vida confortavel em Manhattan, mas sem muitos luxos como escola particular. Ja fora de Manhattan acredito que o mesmo salario proporciona uma vida bem confortavel.
Tania em Nova York

– Quais os pontos positivos e negativos de morar nesse país?
Pra mim o melhor ponto positivo eh a seguranca. Vinda de Sao Paulo onde em cada farol voce tem que se procupar com assalto e hoje ate existem arrastoes em restaurantes a seguranca que sinto aqui nao tem preco. Aqui ainda existem muitas oportunidades se voce eh qualificado e trabalhador. E nao precisa de rios de dinheiro pra ter uma vida digna e confortavel. Pra mim o maior ponto negativo eh essa cultura de guerra e de armas. Outra coisa que me incomoda eh o fato de nao existir saude publica gratuita e de a maioria dos americanos ser contra.

– Qual a curiosidade que mais te chama a atenção nesse país?
O senso de empreendorismo das pessoas. Aqui as pessoas com uma ideia e determinacao conseguem montar imperios. Aqui tem nicho pra tudo. Se voce tiver uma ideia mirabolante e achar alguem pra investir aqui eh o lugar.

– O país que você reside  tem alguma coisa que é usado no dia a dia que você acha que seria interessante ser implementado no Brasil?
Uma coisa que eu gostei muito quando estudei por aqui foram os clubes na universidade. Tem clube de tudo – musica, esportes, cultura. Voce sempre vai achar um clube que se encaixa no seu perfil e assim fazer amizades e ate conseguir um emprego no final do curso.

– Você tem sugestões ou dicas para pessoas que pretendem viver nesse país?
Tente vir legalmente com algum conhecimento da lingua. Isso vai ser fundamental para uma adaptacao mais tranquila. Venha com a cabeca aberta a novas ideias e habitos. Eh inevitavel comparar com o Brasil, mas nao fique soh nisso o tempo todo porque cada lugar tem defeitos e qualidades.

– Se pudesse descrever em uma palavra a experiencia que esta vivendo nesse país, qual seria?
Enriquecedora. – Você gostaria de recomendar algum web site ou blog relacionado à esse país?
Pra que quer vir a pra NY o blog da Marcie – Abrindo o Bico tem dicas fresquissimas sobre a cidade. E eu tenho um blog que conto um pouco das minhas experiencias gastronomicas em NY- Dulce Bee Life.

6 Respostas

  1. Adorei a participação da Tanya por aqui..

    Mirella sera que possi fazer um falando sobre nossa temporada nos EUA? Daqui 1 ano faço um da NZ o que vc acha? Bjs

    • Oi Oscar,
      Se preferir, você pode editar sua entrevista também (eu fiz isso com a minha há 2 anos, acho!). Mas se quiser, pode sim falar da sua experiência nos EUA, porém o legal seria se você não lesse sua entrevista antiga agora… respondesse com os olhos de hoje, e depois a gente compara!

      Quanto a Tanya, eu também adorei… ela é muito gente boa! Quero conhece-la na minha próxima passada por NYC! Agora além da Marcie, temos a Tanya tb! Oba!!!
      bjos,

  2. De todas pessoas que eu vi aqui , que partem do seu pais têm todas as mesmas fisinomias, isto é alma portuguesa, viajante, conhecer outros mundos, vejam seculos atràs. eu português também expatriado cada um de no’s temos a nossa historia, mas historias interessantes

    franklin

  3. Parabéns pela sua entrevista. Amei

  4. Eu julho fiquei 20 dias nos EUA. Foi muito bom.

  5. Morar no exterior é muito bom. Eu morei na Alemanha 2 anos. Pretendo morar nos EUA. Quando puder acessa o face da minha loja: almada moda mulher

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: