Ducs na Holanda …

Daniel Duclos na HolandaA vontade de residir no exterior sempre existiu, porém a oportunidade acabou surgindo um pouco antes do esperado! Sem pensar muito, eles não deixaram a chance passar e se mudaram para a Holanda…
Desafios, alegrias e saudades fazem parte do cotidiano, os sonhos estão sendo colocados em prática e a experiência cada dia se torna mais interessante!
Conheça a história dos “Ducs na Holanda“…

– Nome:
Daniel Duclos

– Onde nasceu e cresceu?
Sou capixaba, filho de gaúchos, criado em São Paulo. O que isso me torna? Brasileiro, né? 🙂
Daniel Duclos na Holanda
Eu (Foto: Carla Duclos)

– Em que país e cidade você mora?
Moro atualmente em Haia na Holanda.

– Você mora sozinho ou com sua familia?
Moro com minha esposa e, dentro de alguns dias, com nosso bebê.
(Update: o baby Duc já nasceu!)

– Há quanto tempo você reside nesse local?
Em Haia, desde 2010, ma eu cheguei na Holanda pra morar em Amsterdam em 2007.

– Já residiu em outro(s) país(es) antes dessa experiencia?
Não. O primeiro vôo internacional que peguei na minha vida foi pra vir morar. Demoramos pra viajar pro exterior, mas quando viajamos, foi de uma vez 🙂

– Qual sua idade?
Mais de trinta, menos de 40 anos 🙂

– Quando surgiu a idéia de residir no exterior?
Sempre tivemos o desejo dessa experiência. A oportunidade veio antes do que estávamos estritamente preparados — estávamos no meio de outros projetos. Mas quando houve a oportunidade, agarramos.

– Foi difícil conseguir o visto de residência ou o visto de trabalho?
Não diria difícil, porque estávamos vindo como convidados pra trabalhar em um projeto, então o visto já estava pré aprovado. Mas foi extremamente trabalhoso. A burocracia holandesa é feroz (e achava que o Brasil era campeão inconteste de burocracia, mas isso era apenas patriotismo da minha parte. Muitos outros países oferecem briga boa na modalidade).
Como eu disse em um artigo sobre burocracia (Burocracia Holandesa): burocratas devem se alimentar de papeis, e os da Holanda Não passam fome, então.
No fim, parece que hoje eles deram uma facilidade. De leve.
A página do consulado brasileiro na Holanda tem boas dicas: (http://www.brazilianembassy.nl/cons_70.htm).
Daniel Duclos na Holanda

– Você tem seguro saúde? Foi difícil obtê-lo antes ou depois da sua chegada?
Tenho, é obrigatório. Não foi difícil obter não. O difícil é você chegar no ponto de obtê-lo. Precisa esperar o equivalente holandês do CPF, e isso demoora… demoooora… e às vezes eles pedem o seguro saúde pra poder emitir o CPF, e o CPF pra dar o seguro saúde… suspiro. Nem me lembre. Acabou se resolvendo.

– Você trabalha? Como a renda familiar é obtida?
Eu aproveitei a mudança de país pra investir em meu próprio negócio, que hoje começa a decolar: o Ducs Amsterdam. Minha esposa tem emprego aqui, e a renda é obtida pelo emprego dela mais o meu blog.

– Se a resposta anterior foi sim, você mudou de área depois da saída do Brasil ou continua no mesmo setor?
Sim e não. Eu trabalhava na área acadêmica em Letras, pesquisa em literatura. De uma certa maneira, eu continuo mexendo com letras hoje.

– Você fala a língua local? Você acredita que é importante aprender a língua local?
Há toda uma polemica se eu falo ou não a língua local. Vamos dizer que falo mal: estou aprendendo. Eu acho que é absolutamente importante falar a lingual local. É mais do que importante, é essencial pra se viver num país.
Eu acredito que se eu não falar a lingual local eu não estarei vivendo no país, eu estarei a turismo. O país vive em holandês, e se eu não falar holandês, como poderei viver o país?
Além disso, acredito que você só conhece a alma de um povo se você fala a lingual daquele povo. E como vou viver em meio aos holandeses sem fazer esforço para conhecê-los?
Meu bebê está pra nascer aqui. Ele falará a língua local nativamente — crianças aprendem. Como vou viver sem falar uma das línguas mães da minha criança?
E por ultimo, acho desrespeitoso mudar-se pra um país e não querer aprender a lingual do país. Se eu morasse na Rússia, eu estaria ralando pra aprender russo.
Os locais concordam com tudo isso que estou falando. Mas… é mais complicado que isso. Em primeiro lugar, é extremamente comum eles falarem inglês aqui. E eles gostam de falar inglês, têm orgulho. Então ocorre um fenômeno: eles falam em inglês quando você quer falar em holandês. Isso é muito enervante, tentar falar em holandês e receber uma resposta em inglês: mina sua autoconfiança, é complicado. Ao mesmo tempo em que eles querem que você aprenda o holandês, eles meio que assumem que você é um turista, ou está aqui por alguns anos apenas, ou está apenas querendo ser gentil… e aí, respondem em inglês.
Quem poderia dizer que é difícil de achar alguém pra falar holandês contigo… na Holanda? Pois é, e isso é tão generalizado que há até uma organização de voluntários pra falar holandês com estrangeiros (http://www.gilde-samenspraak.nl/).

– O que você pensa sobre seu novo país e o local onde mora (e/ou onde morou)? Eles respeitam os Brasileiros e outros expatriados vivendo nesse país?
Eu adoro a Holanda! Nós moramos aqui porque escolhemos morar aqui, não houve grandes circunstâncias ou acontecimentos que nos forçassem a essa escolha.
Os holandeses respeitam os brasileiros… em geral. Quando conto que sou brasileiro tem duas reações mais comuns:
– Porque você saiu daquele paraíso tropical e pais maravilhoso abençoado por Deus e veio viver nesse ex-fundo de pântano gelado perdido no meio da névoa do mar do norte? Você é masoquista?
– Nossa, que sorte que você tem de poder sair daquele lugar tão complicado pra poder vir morar aqui na Europa, nesse pais desenvolvido e moderno.

Eu discuto as duas, claro! Nem o Brasil é o Paraíso Tropical©, nem uma terra devastada. E nem a Holanda é o País das Maravilhas e da Modernidade nem o tal fundo gelado desprovido de encantos. Veja, são lugares, com características. O que torna uma pais legal ou não pra se viver tem muito mais a ver com a pessoa que mora do que com o país.
Daniel Duclos na Holanda

– Você tem filhos? Se sim, eles se adaptaram ao novo país? Estudam e têm amigos locais?Pelos últimos dias, não tenho filhos. Minha esposa completa 40 semanas em algumas horas.

– Sente saudades da familia no Brasil? Sente falta de produtos, alimentos e outras peculiaridades?
Sempre que me perguntam “você se adaptou à comida da Holanda” eu digo que tenho mais dificuldade em em adaptar à comida no Brasil quando visito. Tô só provocando, claro. Veja, a gente cozinha aqui, comrpa os ingredientes, tem de tudo, tem muita variedade e a comida fazemos do jeito que gostamos. E é claro, tem um monte de coisas boas daqui, que usamos e comemos com regularidade. Uma coisa ou outra que falta aqui eu como quando visito o Brasil e pronto.
Dito isso, se você quiser me mandar uma caixa de alfajores Havanna, eu aceito 🙂
Agora, família e amigos é outra história. Isso é o que pega pra mim — clima, comida, lingua, eu tiro de letra. Agora minha família, meus amigos, isso dói.
Bastante.
. Quando acontece algo sensacional pra uma pessoa muito querida, você quer dar um abraço e dividir aquele momento, mas está longe. Quando todos os seus amigos, ou a sua a família, desligam o Skype dizendo “obrigado, mas a gente precisa ir, vamos sair todos pra comemorar agora…” você queria muito sair pela tela do computador e ir junto, mas em vez disso fica olhando a tela vazia. Quando você vê seus amigos de décadas fazendo piadas que você não entende mais, porque falam de momentos que você não viveu com eles, você sente.

– O que costuma fazer nas horas vagas, finais de semana e feriados? Quais as atividades recreacionais existentes?
Alem de arrumar a casa (em faxineiras aqui), a gente sai pra explorar o país. Gostamos de ir a museus, gostamos de viajar dentro da Holanda, gostamos de ficar tomando sol no parque, ir à praia…

– Você tem planos para o futuro? Pretende viver nesse país para sempre? Pra sempre?
Se tem uma coisa que eu aprendi com a mudança pra Holanda, que veio quando menos esperávamos, é desistir de fazer planos “pra sempre”. Ficaremos enquanto for bom ficar. Quando não for, muda-se. Se nunca deixar de ficar legal, nunca mudaremos.

– Você comprou ou alugou o local que reside? Quanto pagou ou paga por isso?Comprar imoveis é algo comum nesse país?
O governo incentiva a compra de imóveis através de redução/devolução de impostos, então os locais em geral compram.

– Qual o custo de vida?
Acho essa pergunta impossível de responder. O custo de vida é uma coisa completamente variável com o estilo de vida, e todas as minhas estimativas só valeriam pra quem tem um estilo de vida muito parecido conosco. A alternativa seria eu listar preços e mais preços e deixar a pessoa calcular. O que posso dizer é que, na minha impressão, São Paulo, onde eu Morava antes, tem o custo de vida muito mais alto pro nosso estilo de vida do que Amsterdam ou Haia.

– Quais os pontos positivos e negativos de morar nesse país?
Positivos: desenvolvimento pessoal (viver em outra cultura é um desafio grande), facilidade de viagem, a cultura holandesa, o clima (4 estações definidas). Negativos: viver em outra cultura é um desafio grande (e dolorido às vezes), dificuldade de viajar pro Brasil pra ver amigos e parentes, a cultura holandesa, o clima (que saudades dá do sol após o terceiro mês nublado).

– Qual a curiosidade que mais te chama a atenção nesse país?
Holandeses não entendem qual o grande problema que nós temos com eles entrando na sua casa sem você estar lá… ou estando.
“Vou instalar as cortinas amanhã às duas”
“Às duas não estarei em casa.”
“Ah, tudo bem, a imobiliária me deu a chave!”
“…”
Eles entram mesmo, e não adianta explicar, eles não vêem o problema. Explicar prum holandês que a gente acha ruim isso é como um japonês explicar prum brasileiro que chegar as 6:02 quando se marca às 6:00 é atraso. Pra gente 6:02 é seis horas e ninguém reclama de 2 minutos de atraso, e quando reclamam a gente pensa “nossa, é pra tudo isso também?” É por aí.
Agora eu já aceito, mas ainda estranho quando acordo de manhã e tem dois holandeses que nunca vi na vida na minha sala instalando o alarme de incêndio. Mesmo sabendo que a companhia vinha instalar (eles não entram sem avisar, vamos deixar claro, eles avisam! Só não é requisito que você esteja lá), eu ainda estranho um pouco.
De qualquer modo: eu poderia escrever um livro sobre outras diferenças 🙂

– Você tem sugestões ou dicas para pessoas que pretendem viver nesse país?
Sim. Acesse meu blog 🙂 (http://www.ducsamsterdam.net)
Dar sugestões e dicas sobre a Holanda é basicamente o que eu faço da vida.

– Se pudesse descrever em uma palavra a experiencia que esta vivendo nesse país, qual seria? Uma palavra?
Estou com milhares e milhares de palavras escritas (e aumentando a cada dia) pra descrever a experiência — basicamente foi porque eu comecei a escrever o blog. Mas uma? Ok: desafio.

– Você gostaria de recomendar algum web “ite ou blog relacionado à esse país?
Ops, há um espaço só pra recomendar blogs. Bem, já foi (http://www.ducsamsterdam.net)! Vamos aos outros:
Bailandesa.nl — blog que conta sobre a vida de expatriada na Holanda.
Submarina — – blog de uma jornalista que mora em Amsterdã, excelente observadora, e exclente texto.
Greetings from Holland —  Blog bilíngüe (PT e EN). Não é o assunto exclusivo, mas tem ‘tomos artigos sobre vida na Holanda.
Brasileiros na Holanda —  Um clássico! 🙂

Advertisements

19 Respostas

  1. Gostei muito, Daniel, de tudo o que você diz aqui, e compartilho as tuas impressões sobre o ‘desafio’. Não vivo na Holanda mas vivo em Portugal, já há 12 anos. Sem perder um milímetro dos laços com o Brasil.
    Muitas felicidades pra você e sua família.
    Abraço.
    Ana Lúcia

  2. Adoro os textos cheios de humor do Duc! Excelente como sempre. 😀

  3. Ótima entrevista do Daniel! Utilizei muitas dicas do blog dele na minha viagem a Amsterdam.

  4. Muito bom! Principalmente a parte dos pontos negativos e positivos, tudo tem a ver com o momento e o referencial, né?

  5. Adorei sua entrevista e o que você passa como experiência é muito válido.Meu MVV foi aprovado tem 3 dias,acredito que até 6 de Agosto estou chegando por aí. Tenho facilidade de me adaptar, e quero ter essa experiência de viver em uma cultura diferente. O grande desafio começa logo logo.Através do que você escreve tento imaginar como será rica essa experiência.
    Parabéns pelo bebê!
    Abraço

  6. Oi Daniel, bom te ver por aqui! Obrigada pela referência ao meu blog. Eu já andei dando entrevista aqui no Expatriados também ! Abraços.

  7. Oi Daniel!na realidade eu gostaria de saber mais informações sobre alugueis, preços e se ai tb tem o esquema de dividir com pessoas ou nao.Moro em Dublin e to querendo me mudar para Haia ate o fim do ano. Aguardo.
    Desde ja mto obrigada e parabéns pelo blog!
    Abraço,
    Lidiane

  8. […] 30/05/2011 – Entrevistando Expatriados: Ducs na Holanda. Leia a entrevista. […]

  9. Nossa em várias perguntas as respostas ficaram bem incompletas tipo parece que a pessoa entrevistada tava com preguiça de responder de dar informações. Aff

    • Putz, Oliveira, você me desmascarou! Escrevi quase duas mil palavras de pura preguiça nessa entrevista. Odeio dar informação, por isso tenho um blog há 5 anos de informação sobre Amsterdam. Eu continuaria respondendo, mas deu uma preguiça 🙂

  10. ola ,adorei sua pagina. neste momento estou dando a minha vida para conseguir trabalho nas limpezas na zoana de den haag, pois eu e a minha filha pequenina, estamos querendo ir vir para a beira do meu mardio que vive em den haag, por acaso naotem assim nenhuma orientaçao de trabalho ou alguem que queira alguem para as limpezas?nao vejo a hora de estarmos todos juntos,é triste estramos separados.tou em portugal.

    obrigada e parabens pelo blog

    abraços
    ines(inesmiracorrea@gmail.com)contacto para uma eventual boa noticia de emprego

  11. Ola amigo! gostei muito do seu blog! parabéns!
    Primeiramente gostaria de perguntar, qual orientação você da para quem quer se mudar para viver na holanda? eu tenho este desejo de me mudar para morar na holanda, quais os passos que preciso seguir? como conseguir o visto para moradia, tens como me auxiliar nesta questão? Onde procurar emprego na holanda , morando no brasil?

    Sei que são muitas perguntas mais se puder resolver agradeço!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: