Vivendo o Chile…

Jeane no ChileEm 2007 surgiu a oportunidade do marido da Jeane ser transferido para o Chile. Eles não titubiaram, e embarcaram… aproveitaram a oportunidade dela estar em casa para ter uma filhinha e desde então seguem felizes em Santiago.
Essa “aventura” tem prazo para terminar, mas com certeza outro destino aparecerá no caminho…

– Nome:
Jeane Gláucia Santos.

– Onde nasceu e cresceu?
Itaberá, SP, Brasil.

– Em que país e cidade você mora?
Chile – Santiago.

– Você mora sozinho ou com sua familia?
Com família – meu marido José, minha filha Helena e minha cachorrinha Nina.

– Há quanto tempo você reside nesse local?
Desde setembro de 2007.

– Já residiu em outro(s) país(es) antes dessa experiencia?
Não.

– Qual sua idade?
38 anos.

– Quando surgiu a idéia de residir no exterior?
Não foi bem uma decisão, mas uma oportunidade. Fez parte de uma promoção recebida pelo meu marido, que trabalha em uma multinacional. Eu só o acompanhei. Mas já tínhamos desejos de viver em outro país.

– Foi difícil conseguir o visto de residência ou o visto de trabalho?
Por já haver um vínculo empregatício foi muito fácil.

– Você tem seguro saúde? Foi difícil obtê-lo antes ou depois da sua chegada?
Sim. Funciona da mesma forma que os seguros/planos de saúde oferecidos pelas empresas aos funcionários no Brasil. Eles pagam uma parte e nós complementamos a diferença.

– Você trabalha? Como a renda familiar é obtida?
Atualmente não. Como larguei tudo no Brasil, inclusive meu trabalho, aproveitamos o período para engravidar, o que felizmente deu certo logo e nossa filha nasceu em 7 de abril. Mas assim que ela estiver com uns 6 meses pretendo começar a buscar trabalho por aqui. Também me falta ainda tirar um visto de trabalho, pois meu visto é de dependente e isso não me permite trabalhar aqui. Por enquanto toda renda vem do trabalho do meu marido.

– Você fala a língua local? Você acredita que é importante aprender a língua local?
Sim, falo, ou pelo menos me esforço. Ainda é um pouco de portunhol (ou portuñol) mas estou progredindo. E sim, acho fundamental aprender a língua local, se não, de que vale mudar de país? Além de ser bom cultural e profissionalmente.

– O que você pensa sobre seu novo país e o local onde mora (e/ou onde morou)? Eles respeitam os Brasileiros e outros expatriados vivendo nesse país?
O Chile é um país bem desenvolvido, talvez o melhor da América Latina, em termos de segurança, com certeza. Santiago tem muitos problemas de cidades grandes, como muito trânsito em horários de pico e contaminação do ar, mas é uma cidade muito bonita, com um bom sistema de metrô (o de ônibus é ruim, segundo os chilenos). Nossa qualidade de vida aqui é muito melhor da que tínhamos em São Paulo.
Os chilenos adoram os brasileiros, eles sempre nos dizem isso, e dizem também que não gostam dos argentinos e dos peruanos. Mas conheço vários argentinos que vivem por aqui e não tem problemas, não são mal-tratados. Já no caso dos peruanos é diferente, pois o problema com eles é que a maioria que vem pra cá é muito pobre e vem de maneira clandestina, criam favelas, cortiços, viram pedintes de esmolas e tiram os trabalhos mais básicos dos chilenos como faxineiros, construção civil etc (isso segundo os chilenos).

– Você tem filhos? Se sim, eles se adaptaram ao novo país? Estudam e têm amigos locais?
Bem, como escrevi acima, tenho uma filhinha bem novinha ainda, que nasceu aqui.

– Sente saudades da familia no Brasil? Sente falta de produtos, alimentos e outras peculiaridades?
Sim, sinto saudades da família e dos amigos, mas nunca fui muito apegada a nada e a ninguém a ponto de ficar sofrendo por isso. E sim, sinto falta de muita coisa, mas sempre peço pra alguem trazer (outros brasileiros que vivem aqui ou amigos e parentes que vem pra cá) ou trago quando vou para o Brasil. Exemplos: capuccino 3 corações, chocolate bis, sonho de valsa, bananinha, paçoquinha, catupiri, goiabada, tapioca, pra citar alguns. Mas o que sinto falta e não dá pra substituir ou importar é a comida de São Paulo, que na minha opinião tem a melhor pizza do mundo.

– O que costuma fazer nas horas vagas, finais de semana e feriados? Quais as atividades recreacionais existentes?
Nosso principal passatempo é fotografar, então sempre que possível saímos pra passear nos pontos turísticos da cidade e arredores, nos parques (sSantiago tem muitos parques e praças), andar de bicicleta. Às vezes nos reunimos com amigos brasileiros para uma feijoada ou churrasco, ou simplesmente vamos ao cinema, e sempre conhecer um novo restaurante.

Jeane no Chile
Vista do meu apartamento

Jeane no Chile
Parque ao lado do meu prédio

Jeane no Chile
Detalhes do parque em diferentes estações do ano.

Jeane no Chile
Cerro Santa Lucia, Isla Negra (litoral), Fiestas Pátrias (setembro), Los Dominicos, Vale Nevado

– Você tem planos para o futuro? Pretende viver nesse país para sempre?
Na verdade vamos embora daqui no próximo ano (sem data definida ainda) mas não sabemos pra onde, pode ser de volta a São Paulo ou pra outro país, não temos idéia ainda, a empresa está vendo as oportunidades. Ofereceram Caracas (Venezuela) ao meu marido, mas ele não aceitou (eu também não gostaria de ir pra lá nesse momento).

– Você comprou ou alugou o local que reside? Quanto pagou ou paga por isso? Comprar imoveis é algo comum nesse país?
Nós alugamos um lindo apartamento já mobiliado num bairro bem agradável e a 300 m do trabalho do meu marido, também ao lado de um shopping e de um parque, onde vou fazer caminhadas e fotografar sempre. O aluguel aqui é alto, cerca de US$ 1500 (mobiliado), mas é pago pela empresa. Comprar não é difícil, eles tem um sistema de financiamento que parece não ser muito burocrático, mas teríamos que ter um visto de permanência definitiva que é dado depois de 2 anos. Mas como não pretendemos viver pra sempre aqui não pensamos em comprar.

– Qual o custo de vida?
Para os padrões de São Paulo o custo de vida aqui é menor. O que ajuda ainda é que os impostos são bem menores também. Pra se ter uma idéia, o valor de um carro aqui é cerca de 40% a 50% menor que no Brasil.

– Quais os pontos positivos e negativos de morar nesse país?
Positivos: A vista para as cordilheiras é maravilhosa; segurança – o nível de violência é muito menor, muito difícil ouvir falar de assalto a mão armada por exemplo; a simpatia do povo chileno para com os brasileiros; os preços das coisas em geral; tem muita sorveteria, são boas e baratas; as estradas são ótimas (as pistas pelo menos); o pedestre tem prioridade e isso é respeitado; ter uma estação de eski a menos de 40 km de casa.

Negativos: O motorista chileno é mal educado (menos com pedestres) e nunca dá passagem pra outro carro, para em qualquer lugar, dirige como se existisse só ele no transito; o quesito serviço é bem ruinzinho no geral, por exemplo, em lojas e restaurantes o pessoal não atende com eficiência (podem ser simpáticos, mas não são muito treinados e podem demorar séculos pra atender); antes de fazer um pedido num restaurante ou comprar um produto numa loja é bom perguntar se tem o que você quer, sempre falta alguma coisa, nem tudo que está no menu eles tem, meu marido fica louco com isso.

– Qual a curiosidade que mais te chama a atenção nesse país?
O que mais me chama a atenção é a pouca vontade dos comerciantes em atender bem ao público. Não que eles tratem mal os clientes, mas sempre não tem o que a gente quer comer ou beber, o serviço é lento, trazem pedido errado. Eu costumo dizer que aqui é o país do “tem mas acabou“. E também a mania deles de colocar abacate (palta) em quase tudo que é comida.

– O país que você reside tem alguma coisa que é usado no dia a dia que você acha que seria interessante ser implementado no Brasil?
A polícia aqui é a instituição mais confiável, eles são praticamente incorruptíveis e corretos. O sistema de metrô de Santiago é muito bom e segue em expansão. As vias expressas na capital funcionam e as estradas do país são ótimas.

– Você tem sugestões ou dicas para pessoas que pretendem viver nesse país?
Venha munido de muita paciência pra aguentar a lentidão nos serviços em geral e o frio (outono/inverno), mas de resto, é muito bom aqui.

– Se pudesse descrever em uma palavra a experiencia que esta vivendo nesse país, qual seria?
Fenomenal.

– Você gostaria de recomendar algum web site ou blog relacionado à esse país?
Em meu blog; http://jglaucia.spaces.live.com, descrevo coisas daqui e tem muitas fotos (não deixem de ver os albuns).

http://www.sernatur.cl/nacional: site oficial de turismo do chile, muito bom.

http://www.contactchile.cl/: também muito bom, principalmente para quem vem morar no Chile. Com informações muito úteis sobre visto, empregos, moradia, cultura e turismo.

Advertisements

31 Respostas

  1. Super legal a entrevista!!! Concordo com voce o Chile e talvez o melhor pais da America Latina para se viver, sem falar nas paisagens que sao maravilhosas!!
    Boa sorte e aproveite bastante o tempo que vcs ainda tem por ai!!

    Abc

  2. Adorei a sua entrevista. Eu simplesmente adoro o Chile, já fui passear 3 vezes e fiquei hospedada em Santiago. Se um dia o meu esposo recebesse proposta para morar no Chile, seria um País que eu não pensaria duas vezes, sem falar que é tão perto do Brasil. Quanto ao frio fique tranquila pois aqui na Alemanha é bem pior. Boa sorte.

  3. Tenho muita curiosidade de conhecer o Chile e adorei a sua entrevista.
    Bjão

  4. Olá, muito boa esta entrevista.

    Vou para o Chile em Fevereiro, para morar mesmo.
    Sou independente economicamente e vivo de rendimento de aplicações financeiras. Portanto não vou precisar trabalhar no Chile.

    Sabe me dizer se é muito burocrático conseguir visto de residência?.

    Muito Obrigado!

    • Sortudo! Parabéns. Vá mesmo, torço que dê certo.
      Tô com inveja. Queria ir embora, quem ficar nesse comunismo latino tá perdido.

  5. Olá Jeane, gostei muito das informações postadas.
    Eu e minha esposa estivemos em Santiago entre os últimos dia 4 e 11 de junho e ficamos encantado com tudo que vimos, vc descreve exatamente o que presenciamos.
    Com isso, estamos muito interessados em morar em Santiago.
    O custo de vida nos passou a impressão de ser mais barato que no Brasil, porém em 5 dias não se pode ter certeza. Produtos eletrônicos são mais baratos mesmo, mas supermercado não sei.
    Gostaria de trocar algumas informações com vc, poderíamos?
    Grato
    Rodrigo Gama rzito@ig.com.br

  6. Boa noite

    Jeane,

    Primeiramente gostaria de saber se vc ainda esta no Chile..
    Pois eu tambem vou morar em Santiago, estou chegando dia 27 de Agosto. E foi mto bom ler sua entrevista, e ter uma visão por perspectivas de uma brasileira. Me ajudou mtoooo..
    Pois ate hoje, so ouvia comentários de pessoas que haviam ido à passeio como eu, ou do meu marido, mas ele é chileno o que para mim não é o sulficiente por razões obvias..rsrsrs
    Parabéns pela sua jornada e que venham mais!!!…rsrs
    Abrçs
    Dieniser Loiola
    São Paulo

    • Olá,
      Vi seu comentário na internet sobre morar no Chile. Você ainda mora em Santiago? Vou praí em fevereiro e não sei nada de nada, economia.. estilo de vida, poderíamos conversar?

      Obrigada desde já!

      Simone

  7. Olá! Eu e minha esposa estamos pensando em ir embora para o Chile… Devido ao tipo de vida que se tem aí. Não aguento mais o Brasil, tenho um filho de 4 anos e as coisas por aqui andam bem feias… Educação e segurança são as coisas que mais estão se afundando e afundando um país que já vivia na lama….
    Bom, a dúvia é que gostaria de saber como eu faria para conseguir um emprego, validar dimplomas, ela médica, e eu professor de música…
    Obrigado.

  8. Realmente estive lá antes e depois do terremoto. Quem souber de emprego para área de informática ou designer gráfico e Web…

    Mande um e-mail para jspbest11@gmail.com

  9. Olá! O site é realmente ótimo! Tem tudo que precisamos! Ou quase!
    Mas pessoal, eu estou precisando muito de ajuda com informações sobre o chile, mais precisamente Santiago. Estou fazendo planos de estudar e viver lá. Por favor, se alguem aqui mora ou está buscando tbm e puder me ajudar, enfim, entre em contato direto comigo, por favor..

    guimotta.on@gmail.com

    Obrigado! E um abraço a todo o pessoal q visita o site e aos q colaboram!

  10. Olá, Adorei sua reportagem e gostaria de saber se ainda está no Chile.
    Eu e meu marido recebemos proposta para morar lé, e sua entrevista foi muito esclarecedora.
    Gostaria de trocar mais informações com vc é possível? Tenho um folh de 13 anos e gostaria de saber as opções de escola e como fazer esta transição. Aguardo seu contato. Karla.lima.santos@terra.com.br

  11. Ola, amei sua entrevista e esclarecedora fala de como somos tratados ate do que e bom e ruim foi otima.
    Estou indo para Santiago no proximo mes, E estou muito confiante e sei que serei muito bem recebida.Espero que esteja ai ainda para poder conhece la
    Obrigada
    Felicidades

  12. Olá. Adorei a entrevista. Conheço um pouco do Chile de visitas e concordo com você sobre segurança, serviços (ruim mesmo), metrô mito bom… Gostaria de saber se ainda se encontra morando em Santiago e o que é promissor para ir morar definitivamente. Penso em ir, montar um negócio e ficar. O que vc sugeriria? Moda, Tecnologia da Informação, Treinamento em RH…

  13. MARAVILLA , FIKO ORGULLOSO DE SER CHILENO, APESAR DE VIVIR EN SAO PAULO ,BRASIL, TAMBIEN SOY MUY GRATO A ESTE PAIS Y A LOS BRASILENHOS , PELOS KUALES TENHO SIDO MUITO BEM TRATADO , FELICIDADES A TODOS .

  14. Boa noite,

    Li a sua entrevista e me encontrei, principalmente pois se mudou e teve uma filhinha aí! Meu marido recebeu uma proposta para morar no Chile e fiquei muito feliz, mas me descobri gravida e o meu receio é mudar de país, sem conhecer detalhes como: serviços médicos (principalmente de obstetra e pediatra) e empregada e/ ou babá. É comum este tipo de serviço por aí? Se sim, é muito caro? recolocação profissional para brasileiros é tranquilo?
    Muitísismo obrigada!

    abs,

    Celina

  15. Já estive no Chile e o estudei muito.

    Sem duvida um país de muitos contrastes (humanos, climáticos e paisasísticos).

    Muito frio, muito quente, desertos, neve, planicies, cordilheiras, mas o principal vinhos, muitos vinhos a preços absurdamentes baratos.

    Somente como exemplo sem se ater a qualquer questão quanto ao gosto do vinho, compra-se no supermercado um casilero del diablo por 8,00 reais aproximadamente.
    Um carro chery QQ chines é anunciado por aproximadamente R$ 13.800,00.

    Um apartamento mais afastado do centro de Santiago, dois quartos sala e cozinha encontrei por R$ 80.000,00 (bom bairro).

    O metrô apesar de cheio, funciona muito bem, há proibição de beber em público (não se pode andar com uma latinha de cerveja pela Rua).

    Não existem “carçudos” pela cidade falando mano pra cá, mano prá lá, somente uns “emos” com um linguajar que “lembra” o espanhol pois não entendi nada (é mais ou menos o linguajar dos mano daqui, contudo se vestem de preto e cortam o cabelo de forma esquisita, podem ter certeza que nem de perto lembram “os mano”.

    A cidade está se modernizando, e até as favelas que existem (sim elas existem), o poder público está presente a olho nu, com ruas, iluminação pública, calçadas, e tirando os casebres, o resto nem parece favela.

    Não existem pedintes na Rua, mas estudantes e voluntários arrecadando fundos (dá quem quer) para mantê-los longe das Ruas.

    A cidade e realmente bela, ruas largas, calçadas impecáveis, povo educado (exceto no transito, é um perigo), prédios modernos com arquitetura arrojada.

    A 70/100 km está Valparaiso – Vinã del Mar (achei maravilhosas).

    Há 15/50 km estão dezenas e dezenas de vinicolas fantásticas.

    Há 30/40 km estão as estacões de esqui, que no verão se tornam lugares maravilhosos para cavalgada e contemplação da montanha/cordilheira.

    Acredito que é uma excelente cidade para fazer negócios, em que pese não conhecer a burocracia de lá.

    Santiago e seu entorno são maravilhosos, mas o que mais me impressionou é que não vi, e não lí nos jornais a violência que aqui aflora.

    Parece que a “nova” Suiça da America do Sul sem dúvida será o CHILE.

    Eles têm trabalhado com austeridade para fazer melhor.

    • Adorei o comentário…. Só achei meio preconceituosa a parte dos “MANOS”, mas fora isso, achei super interessante. Inclusive vc citou coisas muito interessantes que eu não sabia sobre o Chile! valew!

    • Ótima colocação Claiton. Pretendo muito residir com minha família e criar meus futuros filhos no Chile. O tipo de civilização de lá, me conota bastante tranquilidade para quem lá reside.
      Obrigado!

  16. desculpe, mas no comentário acima errei – é paisagístico e não paisasistico.

  17. Bom dia,

    Gostei muito da entrevista achei bem transparente e realista, falou das qualidades mas também deixou bem claro os pontos negativos. Faço um apelo a todos, quem souber de uma oportunidade em Santiago no Chile, favor me contate, pois estou estudando as possibilidades de residir neste País.

    Obrigado!

    Diego Medina Bueno
    e-mail: diego-medina08@hotmail.com
    Telefone: 61 3399-1572
    61 8475-9195

  18. OLÁ !!!!!!! GOSTEI MUITO DA ESTRUTURA DO PÁIS,COMPENSA SIM BUSCAR OPORTUNIDADES . ESPERO VOLTAR ESSE ANO ,SENDO EU LOUCO PELO IDIOMA .

    GRANDE ABRAÇO!!!! SALUDOS!!!!!!!!!!!!

  19. Gostei muito da sua entrevista, gostaria de tela como amiga em meu email. Preciso saber em reais quanto ganha um psicologo ai no chile, tambem se e dificio aprender a falar o idioma fluente, se um brasileiro precisa revalidar o diploma de psicologo. Com quanto em reais da para um brasileiro viver rasoavelmente bem ai no chile? Outra grande duvida, ai tem terremotos, nossa seguranca nao corre risco? Moradia para uma pessoa apenas e muito caro? Querida amiga,quero recomecar uma nova vida, em outro lugar, com outros ares…
    Muito obrigado

  20. Olá, tentei acessar o blog mas recebi uma mensagem de que está fora do ar. Tenho algumas dúvidas, estou sendo contratada por uma empresa chilena pelo mesmo salário que tinha no Brasil e gostaria de saber o impacto que esta mudança de país poderá ocasionar no meu orçamento. Os custos são mais altos que os do Brasil? Como minha família permanecerá no Brasil precisarei remeter valores para o Brasil. Como isto funciona?

  21. Gostaria de entrar em contato com você Jeane, se possível.
    Estou indo para Santiago em Setembro para estudar a fundo a possibilidade de viver lá. Estive em abril como turista e me apaixonei pelo país e por um chileno, que veio passar um tempo no Brasil.
    Gostaria de saber se é possível ter uma boa qualidade de vida lá e por onde devo começar. Obrigada

  22. Bom dia participantes deste fórum. Há algum tempo tenho desejo em deixar o Brasil por vários motivos, dentre eles a insegurança, violência crescente, corrupção desenfreada e o alto custo de se manter uma pequena empresa e sobreviver. Sou casado, tenho 52 anos, pós graduado e com uma bagagem muito grande em adminsitração de empresa. Gostaria de saber, de quem vive no Chile, se há oportunidades para empreender e quais as dificuldades mais comuns. Em tempo: conheço o Chile de férias e seus arredores e cidades mais visitadas. Agradeço quem ouder me orientar.

  23. Olá, sou veterinário tenho uma vida estabilizada aqui no Brasil e gostaria de morar no Chile para dar uma qualidade de vida melhor para meus filhos e minha esposa, Gostaria saber se a educação no Chile e boa ou terei que pagar uma escola particular? E saber também se o atendimento medico publico e bom ou terei que fazer um plano de saúde?

  24. Olá sou engenheiro mecânico recém formado e não quero ficar no brasil,por diversos motivos já citados acima a minha dúvida e se eu vou ter dificuldades para conseguir trabalho voltado para engenharia no chile ?

  25. Olá. Gostaria muito se alguém pudesse me orientar quanto as possibilidades de EMPREENDER no Chile nos segmentos de confecção e educação corporativa. Estive no Chile por 2X e penso há mais de 2 anos em ir-me embora do Brasil pelos motivos mais conhecidos: violência, insegurança, altos impostos, corrupção desenfreada sem quaisquer perspectivas de mudanças e por aí vai. Atualmente sou empregado em empresa privada e não sou mal remunerado, mas não tenho mais desejo mesmo de ficar no Brasil e minha esposa idem. Portanto, toda a informação válida será bemvinda.

  26. o que e preciso para morar no chile qual os documentos que devo tirar eu minha esposa e filha e quanto custa uma casa de dois dormitorio para comprar uma casa simples 6000 seis mil da para viver ai.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: