Mais um País na Lista

João no CanadaTudo começou em San Diego há 9 anos. Depois João e sua família foram para a Inglaterra, um lugar que eles nem imaginavam que um dia morariam… e lá ficaram até 2008, quando o convite para o Canadá chegou.
E mais uma vez eles foram vivenciar uma nova experiência internacional. Conheça mais de sua história…

– Nome:
João

– Onde nasceu e cresceu?
São Paulo, nascido na Avenida Paulista, e morei até 2000 em São Paulo.

– Em que país e cidade você mora?
Na cidade de Markham, parte da GTA (grande Toronto).
João no Canada

– Você mora sozinho ou com sua familia?
Moro com esposa, duas filhas e um cachorro, todos Brasileiros.
(Foto em anexo).

– Há quanto tempo você reside nesse local?
1 ano

– Já residiu em outro(s) país(es) antes dessa experiencia?
Moramos nos Estados Unidos (San Diego), de 2000 até 2004, voltamos para o Brasil e saímos novamente em 2005 para a Inglaterra onde ficamos até inicio de 2008.

– Qual sua idade?
44 anos

– Quando surgiu a idéia de residir no exterior?
Sou da turma que entendia que a única saída para o Brasileiro era o Aeroporto de Cumbica. Brincadeiras a parte, sempre tivemos o interesse de conhecer outros países, ter a oportunidade de uma educação diferente para minhas filhas, qualidade de vida, aliado a melhores possibilidades profissionais.

– Foi difícil conseguir o visto de residência ou o visto de trabalho?
Sempre fui transferido pela empresa, portanto eles são responsáveis pelo trâmite. O primeiro visto de trabalho para os Estados Unidos não foi rápido, demorou três meses, para a Inglaterra foi super rápido e para o Canadá, com meu passaporte italiano foi bem mais rápido do que poderia ser com o Brasileiro. Como sou engenheiro, o meu diploma é reconhecido em qualquer país, não tenho o mesmo tipo de problema que outras profissões.

– Você tem seguro saúde? Foi difícil obtê-lo antes ou depois da sua chegada?
Tenho e também é responsabilidade da empresa.

– Você trabalha? Como a renda familiar é obtida?
Sou responsável pelas operações da SKF no Canadá. Fui contratado no Brasil em 2000 e toda a minha experiência em viver fora do Brasil foi devido há oportunidades dentro da própria SKF.

– Se a resposta anterior foi sim, você mudou de área depois da saída do Brasil ou continua no mesmo setor?
Sempre na mesma empresa, em funções diferentes.

– Você fala a língua local? Você acredita que é importante aprender a língua local?
Sim, todos falamos Inglês. Não sei como pode ser possível sobreviver sem ter conhecimento da língua local. O mais importante no ser humano é a possibilidade de se comunicar, até para adaptação local.

– O que você pensa sobre seu novo país e o local onde mora (e/ou onde morou)? Eles respeitam os Brasileiros e outros expatriados vivendo nesse país?
Sempre gostei do Canadá, visitei várias vezes por questões profissionais. O canadense é muito amigável e o País é um legítimo Melting Pot. Cada país tem uma característica diferente, e procuramos nos adaptar a cultura local o mais rápido possível.
Diferente da Inglaterra e dos USA, o número de brasileiros aqui não é grande, encontramos alguns em diferentes locais.

– Você tem filhos? Se sim, eles se adaptaram ao novo país? Estudam e têm amigos locais?
Tenho duas filhas, uma com 15 anos e outra com 2 anos. A maior já passou por 4 países (contando a volta ao Brasil) e está acostumada a mudanças e procura fazer amigos rapidamente. Esta passando para o 10th grade na High School e é uma ótima aluna. A menor ainda está tentando se comunicar.

– Sente saudades da familia no Brasil? Sente falta de produtos, alimentos e outras peculiaridades?
Sinto muita saudades da minha mãe. Com relação a saudades do Brasil, as vezes temos saudades das facilidades em conseguir suporte (o famoso Zelador do prédio que sabe fazer tudo), o apoio da família, e a famosa picanha com os amigos. Como torcedor do São Paulo, sinto falta do futebol (na Inglaterra foi ótimo neste aspecto), e a minha esposa gosta de assistir uma ou outra novela. Mas é mais para lembrar do Brasil do que saudades mesmo.

– O que costuma fazer nas horas vagas, finais de semana e feriados? Quais as atividades recreacionais existentes?
Sou fanático por esporte, mais assistir do que praticar. Toronto é uma cidade interessante, apesar de não atingir os play offs, estou gostando de ice hockey, sempre gostei de beiseball (desde os tempos de San Diego) e sigo basquete.
Nos tempos da Inglaterra, assistíamos a muitas peças de teatro em Londres, aqui ainda não começamos.
No Canadá, sigo a recreação local, no Inverno limpar neve, no verão arrumar o jardim. Também gostamos de cinema (sempre que possível), e agora estamos aproveitando o começo do verão para visitar diferentes locais, Toronto Islands, por exemplo.
Também procuramos estar o tempo todo fora de casa no verão, pois quando o INVERNO (isso mesmo, letra maiscula) chega, podemos esquecer o que é andar pela rua.

– Você tem planos para o futuro? Pretende viver nesse país para sempre?
Quero ficar no Canadá pelo menos até minha filha mais velha ir para o College ou Universidade e aí decidir o que fazer, depende do que ela quiser. Acho que já mudamos muito, e vou honrar meu acordo de aqui ficar até o final da High School. Uma mudança futura somente para os Estados Unidos, ou uma oferta maravilhosa no Brasil. E estou muito contente na empresa onde trabalho, portanto eles definem. Por enquanto o Canadá é o nosso país definitivo.

– Você comprou ou alugou o local que reside? Quanto pagou ou paga por isso? Comprar imoveis é algo comum nesse país?
Comprei uma casa assim que cheguei. Estava cansado de viver em casas alugadas na Inglaterra e nos USA. Tenho um mortgage com o TD bank, mas o suporte da empresa foi importante para conseguir boa taxa de juros.
Depende do local, escola, etc. Os valores da casas variam bastante. Pode-se comprar uma boa casa entre 200000CAD e 400000CAD, mas depende do que você pode pagar.

– Qual o custo de vida?
Depende do seu nível social, é claro, mas acho que 60000CAD é o suficiente para uma família com 4 pessoas, mas tudo é relativo.
O imposto toma uma grande parte deste valor, portanto não será uma vida com todas as regalias, mas com boa qualidade de vida.

– Quais os pontos positivos e negativos de morar nesse país?
Segurança é fundamental, qualidade de vida em geral é muito melhor que no Brasil. Não podemos comparar o sistema de saúde, pois tudo é público, e tínhamos um bom seguro saúde no Brasil, não posso comparar o Albert Einstein de São Paulo e o que temos aqui. Tivemos mais problemas na Inglaterra do que nos USA e aqui estamos somente no começo, vamos dar tempo ao tempo.
Além disso, aqui não existe a Lei de Gerson, que incomodava demais no Brasil.

O grande ponto negativo é o Inverno. Nada para comparar, apenas na Russia ou Finlandia!

– Qual a curiosidade que mais te chama a atenção nesse país?
A rivalidade entre o Canadense e o Americano. Pior do que Brasil e Argentina, e nem se fala se for um jogo de ice hockey.
Uma curiosidade são as crianças acordando ás 5:30 da manhã para jogar hockey no gelo em parques da cidades com uma temperatura de -15C.
Além disso, depois de algum tempo, quando a temperatura passa de 10C, saímos sem casaco!!

– O país que você reside tem alguma coisa que é usado no dia a dia que você acha que seria interessante ser implementado no Brasil?
A primeira é o sistema de educação. Quem sabe algum dia o Brasil vai a acordar e entender que um País precisa de educar nossas crianças para um futuro melhor.
Gostaria também de ver no Brasil mais atividades filantrópicas, Aprendi muito nos Estados Unidos e agora no Canada, o quanto é importante ajudar ao próximo e estar envolvido com a comunidade. O brasileiro tem a mania de fechar a porta da sua casa e deixar os problemas sociais trancados do lado de fora.
Para terminar, seria maravilhosa se pudéssemos implementar os “Community Centers” no Brazil. Um espaço fantástico que reuni educação, esporte e apoio as comunidades locais.

– Você tem sugestões ou dicas para pessoas que pretendem viver nesse país?
Não somente para morar no Canadá, mas em qualquer lugar do mundo, não tentar criar um “mini Brasil” onde você mora. Adaptar-se a cultura local é fundamental, pois a saudade pode criar sérios problemas.

– Se pudesse descrever em uma palavra a experiencia que esta vivendo nesse país, qual seria?
Inverno!! Agora sei o que siginifica!

Advertisements

3 Respostas

  1. Já percebi que vocês são gente fina………………torcer para o São Paulo não para qq um. RsRsRs.

    Quanto as novelas do Brasil, não sei se vcs conhecessem existe uma mensalidade que pagamos por mês muito barata para assistir a globo do Brasil.

    Boa sorte para toda a sua familia.

  2. Adorei sua entrevista João, valeu 🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: