Na Ilha da Esmeralda

Poliana na IrlandaPoliana, com uma proposta de trabalho na mão embarcou para Irlanda para viver uma nova experiência de vida. Hoje ela e o marido continuam trabalhando e ela também abriu uma agência de intercambio.
De um forma bem realista e interessante ela nos conta um pouco de sua experiência na Irlanda, um país que apesar de chuvoso, tem uma paisagem linda!

– Nome:
Poliana Ghiotti Mateus Ojeda

– Onde nasceu e cresceu?
Nasci e cresci em uma cidade de 3 mil habitantes, chamada Glória D’Oeste no interior do MT.

– Em que país e cidade você mora?
Moro na Irlanda em uma cidade chamada Galway, apesar de ser uma das maiores destes país, não deixa de ser interior.
Poliana na Irlanda

– Você mora sozinho ou com sua família?
Moro com meu marido e mais um casal de amigos (Mauro e Lígia).

– Há quanto tempo você reside nesse local?
Desde janeiro de 2008.

– Já residiu em outro(s) país(es) antes dessa experiência?
Não, está é a primeira vez.

– Qual sua idade?
27 anos.

– Quando surgiu a idéia de residir no exterior?
No ano de 2006, meu marido e eu decidimos morar fora por um tempo. Começamos então à procurar emprego ainda no Brasil, mandávamos currículos para muitos países, sempre relacionado com a nossa área de atuação (Tecnologia da Informação). Recebemos muitos retornos e fizemos algumas entrevistas (por telefone), entre elas para uma empresa irlandesa. O processo seletivo correu bem e resolveram me contratar para uma vaga de Analista de Testes de Software.

– Foi difícil conseguir o visto de residência ou o visto de trabalho?
O processo do visto de trabalho foi muito simples. Depois que a empresa decidiu pela contratação, eles deram entrada no pedido do Work Permit, para isto eu tive que enviar cópias dos meus certificados traduzidos para o inglês e cópias de alguns documentos. Entre a entrada do pedido e a decisão do governo irlandês foram 4 semanas.

– Você tem seguro saúde? Foi difícil obtê-lo antes ou depois da sua chegada?
Não tenho seguro saúde.

– Você trabalha? Como a renda familiar é obtida? Você mudou de área depois da saída do Brasil ou continua no mesmo setor?
Sim, nós trabalhamos. Não mudamos de área, os dois conseguiram empregos na mesma posição que tínhamos no Brasil.
Trabalhamos em empresas de TI e a rotina aqui é muito mais tranquila do que as de empresas deste mesmo ramo no Brasil. Dificilmente fazemos horas extras e o ambiente de trabalho é bem agradável.
Depois do primeiro ano morando aqui e muitos contatos com pessoas que querem vir estudar e/ou trabalhar eu resolvi atuar como Agente de Intercâmbio também. Passei a entrar em contato com as escolas locais e fiz diversas parcerias, hoje tenho minha agência Mango Intercâmbios.
Também saiu um post no blog E-dublin, falando sobre o meu trabalho com intercâmbistas.

– Você fala a língua local? Você acredita que é importante aprender a língua local?
Sim. Acho que é fundamental falar a língua local para conseguir um bom emprego. O emprego que temos hoje só foi possível por falarmos bem o inglês, já que tivemos que passar por longas entrevistas por telefone.

– O que você pensa sobre seu novo país e o local onde mora (e/ou onde morou)?
Eles respeitam os Brasileiros e outros expatriados vivendo nesse país? A Irlanda é um bom país para se morar, o povo é educado e amigável, o salário ganho aqui proporciona uma boa qualidade de vida. O clima é um pouco ruim, chove muito, tem ventos fortes e baixas temperatura. Mas a paisagem compensa, o país é lindo.

– Você tem filhos? Se sim, eles se adaptaram ao novo país? Estudam e têm amigos locais?
Não tenho.

– Sente saudades da família no Brasil? Sente falta de produtos, alimentos e outras peculiaridades?
Sinto muita saudade da minha família. Já dos produtos brasileiros são bem poucos, pois acho quase tudo quero em uma cidade chamada Gort (onde possuí muitos brasileiros). Acho que sinto mais falta do clima do Brasil do que de algum produto.

– O que costuma fazer nas horas vagas, finais de semana e feriados? Quais as atividades recreacionais existentes?
Costumamos ir muito ao centro passear, a cidade é turística e por isto o centro está sempre lotado e com artistas pelas ruas. Vamos também ao cinema e caminhar no calçadão à beira do mar. Nos feriados, aproveitamos para viajar pela Europa.
Poliana na Irlanda

– Você tem planos para o futuro? Pretende viver nesse país para sempre?
Não temos planos de voltar ao Brasil por enquanto, mas não acho que quero viver na Irlanda para sempre.

– Você comprou ou alugou o local que reside? Quanto pagou ou paga por isso? Comprar imóveis é algo comum nesse país?
Apenas alugamos, o valor do aluguel de um apartamento de 2 quartos fica em torno de 700 à 1000 euros. Comprar imóveis aqui não é comum entre brasileiros, particularmente não conheço ninguém que tenha comprado, imagino que seja pelo valor, geralmente em torno de 300 mil euros.

– Qual o custo de vida?
Dependeria muito do estilo de vida de cada um, mas para se manter com o básico aqui se gasta em torno de 700 euros por mês, por pessoa.

– Quais os pontos positivos e negativos de morar nesse país?
No meu caso, o ponto positivo têm sido a oportunidade de aprender inglês e ter facilidade de viajar pela Europa. Ponto negativo, acredito que seria o clima (frio e chuvoso) e a distância do Brasil.

– Qual a curiosidade que mais te chama a atenção nesse país?
A flexilidade de prazos nas empresas, isto me impressionou. No Brasil sempre trabalhei com prazos bem apertados e clima competitivo, aqui na Irlanda tudo é muito mais tranquilo, prazos mais longos e ambientes de trabalho com pouquíssima pressão.

– O país que você reside tem alguma coisa que é usado no dia a dia que você acha que seria interessante ser implementado no Brasil?
Talvez o sistema de lixo, aqui temos que separar recicláveis, orgânicos, vidros e outros. Cada um precisa ser colocado em um latão diferente, vidros são jogados em lixeiras apropriadas, reduzindo assim riscos de acidentes.
Outra coisa seria as sacolas de supermercado, aqui elas são pagas. Por este motivo dificilmente usamos, todo mundo leva ao mercado suas próprias sacolas (de pano muitas vezes). Com isto diminui o consumo e coopera com o meio ambiente.

– Você tem sugestões ou dicas para pessoas que pretendem viver nesse país?
Para que quem viver em outro país e trabalhar legalmente, a Irlanda é uma boa. O país têm pouca burocracia para conceder visto de estudante com direito à trabalhar, um ótimo custo-benefício se comparado com outros países como Inglaterra e Austrália.
Poliana na Irlanda

– Você gostaria de recomendar algum web site ou blog relacionado à esse país?
Blog que colaboro, sobre intercâmbio na Irlanda → http://www.e-dublin.com.br/
Site da minha Agência, com opções de cursos aqui → http://www.mangointercambios.com.br/
Site com informações sobre visto de trabalho → http://www.entemp.ie/
Site sobre turismo → http://www.discoverireland.com/br/

Anúncios

10 Respostas

  1. TI é sempre uma area procurada, oportunidades fora do Brasil. Parabens,os dois estao trabalhando!
    Lindas as fotos!

  2. Amei sua entrevista e gostaria de saber pra onde vcs enviaram seus currículos. Meu marido tbm é de TI e estamos vendo a possibilidade de passar um tempo fora, já que temos a facilidade dele ter dupla nacionalidade.
    Bjokas

    • Os curriculos foram enviados para todas as empresas de TI que tinham vaga disponivel.
      Entramos em vários sites de empregos e colocamos nossos CVs lá. De tempos em tempos atualizávamos os CVs nesses sites e ficávamos de olho nas vagas o tempo todo.
      Com o tempo as entrevistas começaram a aparecer e em uns 3-4 meses a Poliana foi contratada na Irlanda e eu na Republica Tcheca. Entre os 2, escolhemos a Irlanda pelo idioma.

      Lauro

  3. Parabéns pela bela entrevista… Não sabia q o sistema d coleta d lixo ai é tão organizado, diferente daqui…
    Me aguardem q um dia ainda chego ai tbm
    Abrçs

  4. Fiquei curiosa em saber que não tem plano de saúde. Aqui na Holanda é obrigatório.

  5. Naldy,
    Aqui na Irlanda, o seguro saúde é obrigatório para estudantes, não para profissionais.
    bjos…

  6. Vivi,
    Nós procuramos basicamente através destes sites:
    http://www.fas.ie
    http://www.irishjobs.ie
    http://www.cpl.ie
    http://www.monster.ie
    http://www.rte.ie
    http://www.verkom.ie

    Se vcs tem possibilidade de ter cidadania européia já é meio caminho andado 🙂
    bjos..

  7. Obrigada Poliana!
    Bjokas

  8. Parabéns Poli! Tenho bastante orgulho de voce e seu trabalho! Beijos, Edu

  9. Muito bom saber que tem brasileiros vencendo em terra geladas!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: