Vidinha Americana… em Ohio

Marcia em Ohio, Estados UnidosNunca é tarde para ir atrás de um grande amor. E foi assim que Marcia, aos 43 anos, abandonou tudo no Brasil, e com o fiho adolescente, foi viver com seu atual marido americano em Ohio.
Ela admite que não foi fácil, mas esta feliz com sua decisão e já se sente completamente adaptada a sua nova “vidinha america”… Conheça um pouquinho mais de sua história…

Vidinha Americana… em Ohio

– Nome:
Marcia

– Onde nasceu e cresceu?
Sou paulista da Capital (São Paulo). Apesar de ter sempre viajado muito por ter trabalhado em cia aerea, sempre morei no Brasil mesmo.

– Em que país e cidade você mora?
Estou atualmente morando em Ohio, USA, desde dezembro 2006.
Marcia em Ohio, Estados Unidos

– Você mora sozinho ou com sua família?
Me casei com um americano e me mudei de mala e cuia , com meu filho de 16 anos do primeiro casamento.
Nao foi facil, aos 43 anos abandonar toda uma vida no Brasil, toda esrutura, parentes, e vir morar com filho aqui nos USA. Foi uma decisao dificil, mas resolvi correr o risco. Afinal, quem ja nao correu o risco por amor?

– Há quanto tempo você reside nesse local?
Em 2005 vim para os EUA e me casei, fiquei uns tempos por aqui e voltei ao Brasil enquanto meu marido dava entrada no pedido de visto especifico de esposa, para mim e meu filho. Foi um ano de espera, muitos documentos, muito dinheiro, entrevista no consulado, stress e saudade. Mas finalmente viemos e chegamos aqui antes do Natal de 2006.
Nao foi facil sair do Brasil, sabendo que nao estaria com minha familia no Natal. Cheguei aqui no inverno, -6C (sai do Brasil com 38C). Apesar de ja estar acostumada, digo nao ser meu primeiro contato, nao foi facil.

– Você trabalha? Como a renda familiar é obtida?
Nao trabalho porque sou eu que levo e trago as criancas da escola, e aqui, na minha area, nao tem muitas opcoes de servico. Estou atualmente pesquisando algumas areas, as quais eu possa trabalhar de casa. No Brasil eu trabalhava em cia aerea, mas aqui com certeza vou mudar de area. E muito complicado trabalhar em aeroporto quando se tem filhos, trabalha-se em escala, finais de semana.

– Você fala a língua local? Você acredita que é importante aprender a língua local?
Como eu ja falava ingles, a lingua nao foi o maior problema. Atualmente continuo estudando para aprimorar o aprendizado.

– Você tem filhos? Se sim, eles se adaptaram ao novo país? Estudam e têm amigos locais?
Meu filho esta falando fluentemente, quase sem sotaque. Ele esta completamnente adaptado, tem muitos amigos e nem pensa em um dia voltar a morar no Brasil.

– O que você pensa sobre seu novo país e o local onde mora (e/ou onde morou)? Eles respeitam os Brasileiros e outros expatriados vivendo nesse país?
Aqui onde moro nunca sofri preconceito. Sempre ouvia historias, mas eu particularmente nunca tive problemas. Todos me tratam com carinho, respeito e consideracao. Nao tenho brasileiros por perto, minhas amigas sao todas americanas.

– Sente saudades da família no Brasil? Sente falta de produtos, alimentos e outras peculiaridades?
Me sinto bem adaptada aqui, apesar de sentir saudades do Brasil, nao consigo me imaginar voltar a viver la. Tenho saudades da comida, dos amigos, familia. Saudades do clima.
Mas aqui tambem, alguns dias me sinto como literalmente expatriada. Aqui nao e minha cultura, meu povo, mas adotei este lugar como sendo meu lar. Alguns dizem que lar e onde esta seu coracao. Meu coracao esta aqui, junto do meu marido e meu filho e enteado.
Gosto de morar onde moro, apesar de ser a unica estrangeira do pedaco.
Marcia em Ohio, Estados Unidos

– Você tem planos para o futuro? Pretende viver nesse país para sempre?
Nao temos planos de mudar daqui, meu marido esta enrraizado aqui. E aqui que ele tem o negocio dele, nao cogitamos nunca a possibilidade de morar no Brasil.
Nao me arrependo um minuto sequer de ter vindo. Valeu a pena e continua a valer a pena. Se tivesse que tomar esta decisao novamente, tomaria sem pensar duas vezes.
Espero que minha experiencia sirva p/ quem estiver na mesma situacao.
Se a gente nao corre riscos, nao arrisca, acho que sempre fica aquele sentimento…se ao menos eu tivesse tentado….
Esse arrependimento nao tenho.
Obrigado pela oportunidade.

Participe… Deixe seu comentário!

Anúncios

20 Respostas

  1. Legal a sua experiência de viver ai.

    Mas posso imaginar que algumas vezes por estar só você tenha sentido saudades. Seu filho já é grande e os interesses sao outros.

    Te desejo tudo de bom.

    Abracos Georgia

  2. Amei sua entrevista.
    E como dizemos por aqui pela Holanda: Sucesso!

  3. Marcia,adorei sua entrevista e as fotos…te adoro.

  4. Marcia..sua entrecvista estah a sua cara… simpatica, genuina e linda.

  5. Obrigada, valeu pelo comentario.

  6. Obrigada por dividir conosco suas experiencias.
    Bjokas

  7. Eu namoro um americano, e acho q se vier um dia a casar com ele, tb escolheria os Estados Unidos, por ser mais seguro e ter oportunidades em termos de crianção de filhos! Mas tenho medo de não arranjar trabalho ou de ter dificuldades e sofrer preconceito por ser estrangeira, pois ouvi q muita gente sofre, principalmente estrangeiros latinos!

    bjos

  8. Olá, Márcia! Li sua entrevista, gostei bastante. Eu fui estudante de intercambio em 1982 pelo Y.F.U. na cidadezinha de Forest, Ohio. Em que cidade voce vive? Até hoje ainda mantenho contato com minha família americana e também com minha melhor amiga no High School, bons tempos aquele! Desejo-lhe sucesso e muita paz!

  9. Moro atualmente a 1 hora de Clevland na area chamada Northeast Ohio, proxima a divisa com a Pensilvannya.
    Empregos atualmente depende muito da area em que voce esta aqui. A crise ja chegou aqui tbm. Mas no geral, nao sofro preconceito nao, pelo contrario me aceitaram muito bem.
    Patricia, Pelo que vi no mapa voce estava mais proxima da divisa de Michigan e Indiana, do outro lado do estado.

  10. Marcia, eu também moro em Northeast Ohio.
    Eita friozinho bom!!

  11. […] (Ohio) – Marcia [entrevista]: Moro nos USA, berço da crise. Na verdade, já estava sentindo a tal “crise” muito […]

  12. Amei sua entrevista.. Sou tb brasileira , casada há dois anos com um americano, moro em Glendale no Arizona. Não encontrei nenhuma dificuldade para me adaptar aqui, amo este país… e não pretendo voltar a morar no Brasil.. Gostei de sua sinceridade!!!

    Felicidades e tudo de bom.

  13. Marcia. Muito boa a sua entrevista. Com ela aprendí a refazer um pensamento que algumas pessoas daqui colocaram-me na cabeça. Gosto muito do povo americano e pretendo um dia estudar aí e visitar o País. Porém sou brasileiríssimo e carioquíssimo. Porém a sua experiência é válida para as pessoas que aceitam coisas negativas que alguns falam. Tenho uma grande amiga brasileira que mora em Atlanta e também fala muito bem do povo daí. Te desejo muitas felicidades, extensiva à sua família. Um abraço.

  14. Ola, tudo bem? Como foi a adaptação de seu filho? Ele falava inglês? ME conte… Estou querendo mudar missouri, eu tenho uma namorada que vive na cidade de Desoto. Acho que vou me adaptar, espero…

    Eu estou meio perdido, a minha namorada tem apenas 18 anos e eu tenho 19, entao somos muito jovens para pensar em casamento… Eu tenho a alternativa de ir para la com visto de estudante, mas eu ainda nao encontrei um programa acessível ainda para mim… EU vou tentar o programa Aupair para cidade de Sr. louis que nao fica no estado de missouri, acredito que nao esta de longe de Desoto. Se voce puder me enviar um e-mail me dando informacoes eu vou ficar muito grato.

    Obrigado.

  15. Estou nessa situação . Namoro um americano , que quer muito casar e quer que eu vá viver com ele na Pennsylvania,EUA. Mas eu tenho medo de arriscar! Tenho medo de não conseguir me adapatar!!

  16. Puxa, parece que nossas histórias são parecidas, tbm larguei td no brasil, e vim com uma adoslecente pra Holanda, tenho 43 anos tbm….
    mas estou com dificuldade incrivel pra estudar minha filha, ela ainda esta parada…como foi que fizeste ? pode me dar umas dicas ? obrigada, e felicidades

  17. Olá tudo bem?? Estou namorando um americano e ele já fala em casamento e quer saber onde quero morar no Brasil ou EUA, eu tenho muito medo de não adaptar e meus filhos também, tenho 3 filhos de 16, 13 e 6 anos. Tudo diferente cultura, língua eu nem falo inglês, quanto eu arrumar um trabalho, acho tudo mais difícil. Me de algumas dicas… por favor!

    • Oi, meu nome e julliana, sou braileira e moro em no estado de utah por uns 10 anos. estamos nos mudando para Ohio esse mes, devido o trabalho do meu esposo. estamos indo para Solon Ohio, e estou bem nervosa. Aqui em Utah temos uma comunidade brasileira bem grande, entao queria saber como e a vida ai, e se tem brasileiros para fazermos um churrasquinho de vez em quando. Obrigada!

  18. Que lindo Márcia! Estou vivendo algo parecido. Meu namorado mora em West Chester, Cincinnati, estou indo agora em novembro para casarmos, fico 1mes volto para organizar os documentos. Mas to tão perdida, não sei como proceder …meu email é camila.santos1980sp@gmail.com
    Se puder me ajudar com dicas e onfos ficarei muito feliz. Beijao.

  19. Estou indo para Ohio, estudar em Fevereiro. Preciso muito de uma ajuda e algumas dicas. Seria possível eu mandar um e-mail para você, ou vc me enviar para que eu possa responder? Meu e-mail é pri.andrades@gmail.com. Agradeço muito antecipadamente. Priscila Andrade

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: