Vivendo na Alemanha

Luciana na AlemanhaLuciana mudou-se para Hamburgo há quase 7 anos e desde então sua experiência vem sendo magnifica ao lado do marido e 2 filhos. Apesar do receio do novo, sua atitude positiva sempre a levou mais longe e hoje, completamente adaptada ao estilo de vida alemão, ela nos conta um pouco do seu dia-a-dia…

- Nome:
Luciana

- Onde nasceu e cresceu?
Rio de Janeiro/Gávea

- Em que país e cidade você mora?
Alemanha/Hamburg
Luciana na Alemanha

- Você mora sozinho ou com sua familia?
Com marido e dois filhos.

- Há quanto tempo você reside nesse local?
Exatamente há 6 anos e 6 meses

- Já residiu em outro(s) país(es) antes dessa experiencia?
Nunca reside em outro país. Foi uma nova e louca experiencia em minha vida. Louca no sentido de nao ter a ideia do que eu iria encontrar além o medo de nao dar certo. Mas, como sou uma pessoa muito aberta as novas experiencias resolvi apostar nesta mudanca radical. E nao é que deu certo, aqui estou  há quase 7 anos.

- Qual sua idade?
37 anos.

- Quando surgiu a idéia de residir no exterior?
Vim para morar aqui pelo coracao, conheci meu marido e ficamos namorando a distancia, até que resolvemos que seria melhor eu vir para cá.
Eu estava recém formada, e sem emprego. Somente planos de trabalhar juntos com  amigos, mas, como todos sabem a dificuldade que enfrenta um profissional recém formado. Sentamos conversamos o que seria melhor naquele momento e decidi que seria melhor eu vir para cá.

- Foi difícil conseguir o visto de residência ou o visto de trabalho?
Gracas a Deus nao tive nenhuma dificuldade para conseguir o visto, casada com alemao automaticamente se ganha um visto de permanecia e trabalho.

- Você tem seguro saúde? Foi difícil obtê-lo antes ou depois da sua chegada?
No comeco ficamos (eu e meu filho) como dependente do meu marido, depois de um tempo consegui um emprego e ai passei a ter o meu próprio seguro saúde.

- Você trabalha? Como a renda familiar é obtida?
Atualmente trabalho em uma creche como auxiliar. Mas, já trabalhei em restaurante e escritorio- Consegui meu primeiro emprego depois de 2 anos morando aqui, até porque quando cheguei nao falava nadinha de alemao. O essencial para se conseguir um emprego e se integrar na sociedade é o bendito idioma, tem muitas pessoas que conseguem viver sem ele. Na minha opiniao, sem ele tudo fica quase impossível e voce sempre vai precisar de alguém para traduzir as coisas para voce, isso sinceramente acho horrivel.

- Se a resposta anterior foi sim, você mudou de área depois da saída do Brasil ou continua no mesmo setor?
Mudei de área sim, confesso que no comeco achei que nao iria gostar e muito menos me adaptar, agora já estou pensando seriamente em voltar a estudar para conseguir uma qualificacao melhor. Porque aqui ao contrário do Brasil, para determinadas profissoes voce precisa ser qualificado, nao basta somente ter experiencia tem que ter um curso profissionalizante.

- Você fala a língua local? Você acredita que é importante aprender a língua local?
Sim. O idioma é a base da integracao, sem ele pode tirar o cavalinho da chuva que ninguém consegue nada. Aqui as vezes tenho a sensacao que nao estou na Alemanha, sabe porque? Existem um número considerado grande de imigrantes que vivem aqui há anos e nao falam alemao, e muitas vezes ficam irritados porque nao conseguem ser compreendidos.
Sendo assim, nao tem outra alternativa a nao ser viver entre pessoas da mesma nacionalidade, como é  caso de muitos turcos, africanos, russos e até mesmo brasileiros. Se a pessoa quer se integrar, nada melhor que aprender o idioma e os costumes no pais que escolheu para viver.

- O que você  pensa sobre seu novo país e o local onde mora (e/ou onde morou)? Eles respeitam os Brasileiros  e outros expatriados vivendo nesse país?
Acho muito interessante a história da Alemanha, seus costumes e habitos sao completamente diferente dos nossos, muita das vezes a diferenca cultural é bem gritante, com isso muitos imigrantes interpretam como “frieza”. Nao é assim, o povo alemao é muito reservado e nao sai contando suas intimidades ou sua vida para quem nunca viu, assim como fazem muitos brasileiros.
“Jeitinho brasileiro”, na Alemanha nao tem de maneira nenhuma, ou seja, é oito ou oitenta. Acho isso fantastico.
O respeito como todos se tratam de Srs (as) quando nao se conhecem tao intimamente é realmente um dos pontos que me chamou minha atencao. Aqui nao é como no RJ “e ai tia”.

- Você tem filhos? Se sim, eles se adaptaram ao novo país? Estudam e têm amigos locais? Tenho 2 filhos. O mais velho chegou aqui com 6 anos, em 6 meses já falava alemao. Sua adaptaco foi realmente muito rápida, no comeco tive medo dele nao se adaptar. Hoje ele fala alemao sem nenhum sotaque, ao contrário da mami (rsrsrsrs). Os dois tem um clico de amizade muito bom, somente lamento que eles nao tenham amiguinhos brasileiros. Apesar de parecer muito unida a comunidade brasileira no exterior, em Hamburg as coisas nao sao tao simples assim. É muito dificil, nao digo impossível fazer bons lacos de amizades com brasileiros, como falei antes, muitos ainda tem a “vantagem” na cabeca ou no sangue.

- Sente saudades da familia no Brasil?
Como diz a letra de uma música do grupo Exalta Samba; “… Como é bom sentir saudade, da vontade de chorar….”. Eu sinto muita saudades da minha mae em especial, dos meus sobrinhos e amigos. Mas, confesso que depois de algum tempo consigo lidar melhor com este sentimento, além do mais a internet ajuda muito, sabia?.

Sente falta de produtos, alimentos e outras peculiaridades?
Nao, aqui consigo encontrar bastante coisas, sem contar que existem algumas lojas virtuais que vende quase tudo. Vez ou outra, vem algum amigo ou conhecido do Brasil e trás algumas coisinhas da terrinha de presente.

- O que costuma fazer nas horas vagas, finais de semana e feriados? Quais as atividades recreacionais existentes?
Aqui vou responder o que eu costumo fazer com minha família tudo dependendo do tempo. Eu vamos com as criancas aos parques, piscina, cinema.

- Você tem planos para o futuro? Pretende viver nesse país para sempre?
Claro que tenho planos de um dia voltar a morar no Brasil, se estes planos nao se concretizarem, nao vai ter problema porque gosto de morar aqui. Quer saber uma coisa? Para ser sincera, seria maravilhoso viver 6 meses lá (verao no Brasil) e outros 6 meses aqui, chique né? O fututo a Deus pertence.

- Você comprou ou alugou o local que reside? Quanto pagou ou paga por isso? Comprar imoveis é algo comum nesse país?
Moramos de aluguel. Morar de aluguel na Alemanha é algo muito normal ao contrário do Brasil. O aluguel aqui é calculado de acordo com metro quadrado, os valores variam muito,  tudo vai depender de onde voce deseja morar. Mas, acima de 500€ sem as principais taxas encontrar-se um apartamento legal para morar.

- Qual o custo de vida?
Difícil de responder, mas vamos lá. Na minha opiniao depende muito da família, existem aquelas que gastam muito e outras que sao mais economicas, ai vai depender de como voce administra seu dinheiro. Mas, acima de 1.500€ por mes já da para viver.

- Quai os pontos positivos e negativos de morar nesse país?
Pontos positovos na minha opiniao sao eles:
- Seguranca
- As reparticoes públicas funcionam sem burocracia
- Organizacao, isso aqui é uma MA.RA.VI.LHA

Negativo o FRIO eu O.D.E.I.O

- Qual a curiosidade que mais te chama a atenção nesse país?
O Nudismo me impressionou muito, parece mentira né? Achei super interessante como eles nao sentem vergonha do seu próprio corpo. Confesso que jamais teria coragem de tirar a roupa na frente de tantas pessoas.

- O país que você reside  tem alguma coisa que é usado no dia a dia que você acha que seria interessante ser implementado no Brasil? Conte-nos…
O transporte público daqui acho EXCELENTE. Digo isso porque no RJ existem tantas linhas de onibus que acaba confundindo o próprio nativo, imagina os visitantes. Seria maravilhoso um transporte público unificado e eficiente. O sistema educacional também acho bom, a maioria das escolas sao públicas e apesar de muitos reclamarem, acho execelente.

- Você tem sugestões ou dicas para pessoas que pretendem viver nesse país?
Apesar de muitas pessoas nao acreditarem, aqui na Alemanha nao se consegue trabalho caso voce nao fale o idioma, nao tem aquele jeitinho que estamos acostumados. Organizar-se é o primeiro passo, se possível aprender antes o idioma e conhecer um pouco dos costumes e cultura do local que voce escolheu para viver, assim os choques nao serao tao radical.

- Se pudesse descrever em uma palavra a experiencia que esta vivendo nesse país, qual seria?
Uma experiencia MA.RA.VI.LHO.SA, confesso que aprendi muito e passei a ver o mundo com outros olhos. Seria maravilhoso se cada brasileiro pudesse viver nem que fosse um curto período no exterior. Acredito sinceramente que muitas coisas iriam mudar em nosso país.

- Você gostaria de recomendar algum web site ou blog relacionado à esse país? 
www.viver-na-alemanha.de e http://brasilianische-botschaft.de/

About these ads

37 Respostas

  1. Oi Luciana, que bacana sua experiencia com teu filho… sera que poderiamos conversar?
    Me add no skype: grazizw
    ou pelo email: grazizw@yahoo.com.br

    Me passa teu contato que te respondo.

    Abracao

  2. Luciana,
    Muito bacana sua entrevista, gostei muito. Estive em Hamburgo em Novembro do ano passado e simplesmente amei a cidade. E pude explorar bastante. O metrô é hiper fácil de usar, os transportes funcionam bem, as ruas limpas (ok, eu estava passando bem na hora em que o carro estava fazendo a limpeza), saia para andar bem cedinho às 7 da manha. Enfim, gostei muito. Alias, uma coisa bem bacana foi o hotel que me hospedei dar um passe (tipo um vale) para andar de graça pelos transportes da cidade. Achei isso simplesmente tudo. Mais um defeito que não se pode negar. E frio demais!!!! E sem contar o tempinho, dificil pegar um solzinho bacana. Nós que somos do Rio de Janeiro sentimos uma diferença. Um super Feliz 2010 para você e sua família !! Bjs

  3. A mesma cidade e pontos de vista diferentes nestes dois últimos posts. interessante. Parece que só vivendo para saber.

  4. Oi Wagner tudo bem? Ontem recebi uma Aparecidense aqui em casa pra jantar e fiquei sabendo do seu blog. Entrei hoje e gostei muito! Parabens, esta simplismente excelente! Abraco, Chico.

  5. Oi Wagner tudo bem? Muito tempo ne? Este mundo eh muito pequeno…. Ontem recebi em casa pra jantar uma Aparecidense como nos. Dai ela me falou sobre seu blog. Gostei muito! Esta excelente. Se quiser e precisar de um “correspondente” em Munique na Alemanha, pode contar comigo. Grande abraco, Chico seu colega de ginasio.

  6. Oi Luciana,
    Estive por um mês na Alemanha fazendo um curso em uma universidade localizada em Schmalkalden, na Turíngia. foi uma experiência inesquecível. Atualmente também sou expatriado e estou fazendo minha pesquisa de tese de doutorado sobre esse tema. O meu estudo é sobre influências de novas culturas no comportamento de consumo de expatriados brasileiros.
    Gostaria muito que você respondesse o questionário de pesquisa, que é totalmente online e leva somente uns 10 minuros. Está disponível em:
    http://expatriados.questionpro.com
    Se você puder repassar esta mensagem para outros expatriados seria muito bom! Eu ficaria imensamente agradecido.
    (não tem que abrir nenhum arquivo, o link leva direto para o questionário; a questionpro é a maior empresa do mundo em desenvolvimento de softwares para pesquisas online).
    Muito obrigado,
    João Carlos Neves de Paiva
    Representante do Banco do Brasil no Panamá
    Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/7874633406399872
    Responder

    • Caramba João Carlos, nunca pensei encontrar você por aqui (Web). Qual seu e-mail? Estou cedido na Presidência da República – SECOM. Meu e-mail:
      kadie.medeiros@planalto.gov.br. Grande abraço

    • Olá João Carlos!
      Que bom a experiência que conta aqui a respeito do tempo que passou na Alemanha.
      Pois também estou pensando nesse país para uma possível bolsa de doutorado. Me formei esse ano na área de TI, mas ainda não possuo nenhuma experiência na área, e meu maior desafio é o idioma.
      Espero poder ter contato com vc. Ficaria muito grata se pudesse me ajudar de alguma forma.
      Obrigada,
      Nilce Lima
      E-mail: nilcesdl_81@hotmail.com

  7. Lu, legal sua entrevista. Quanto ao nudismo precisa deixar claro que eles nao andam por ai nus, rs, mas eles têm os locais certos prá isso.
    É verdade que o sistema de transportes por aqui é fantástico e a gente nao fica horas e horas esperando no ponto de ônibus mesmo tendo tantas linhas.

    Legal te conhecer um pouquinho.

    Bjao

  8. Lu, vc arrasou! Sua entrevista tá linda.
    Bjkas

  9. Luciana explicou muito bem como é essa vida na Alemanha! Parabéns Lu, a entrevista ficou ótima! Realmente explicada por quem sabe o que é viver a bastante tempo em terras alemãs.
    Ai ai, só de pensar, dá saudade do U-bahn e de todo o transporte público, realmente, só precisava ser mais quente pra ficar 100%.
    beijos

  10. Luciana,

    Adorei a sua entrevista.
    Amei a parte que você fala se pudessemos morar 6 meses no Brasil e 6 meses na Alemanha, se fosse fácil eu com certeza não iria embora no final do ano. Eu também odeio o frio.

    Quando tiver um tempinho acesse este site:
    http://www.brasilnaeuropa.com/

    Abraços Meire

  11. Olá Luciana,

    Gostei de sua entrevista, com sua postura simples e otimista!
    Também gostaria de trocar algumas idéias com vc, se possível.
    Meu e-mail é rgsan71@hotmail.com

    Felicidades,
    Regina

  12. Meus amores,

    Muito obrigado pelos comentários. Seria maravilhoso se aqui fosse pelo menos um pouquinho mais quente.
    Bjs

  13. oi Lu :)
    voce nao tem ideia de como me ajudou com essa entrevista.
    estou indo para hamburgo e gostaria de ter contanto contigo
    qual seu e-mail? ou msn se tiver
    se de me adiciona krispassos@hotmail.com
    beijos

  14. Muito interessante sua experiência. Não deixa de ser uma boa opção para morar fora do Brasil.
    Boa sorte e muito sucesso

  15. Achei muito legal a entrevista Luciana. Tambem sou do Rio e vim para a Alemanha a quatro anos atras para acompanhar meu marido, o qual tinha que acabar a universidade. Jah tinha experiencia em morar no exterior, mesmo que a minha maior dificultade foi morar sozinha em Recife, mesmo que Recife eh no Brasil…..sem comentarios :-)Odeio a mania de “tirar vantagem” e sempre fico chateada de encontrar Brasileiros que continuam com essa mentalidade aqui. Moro em Ulm, que eh uma cidade bem menor que Hamburg, entao sinto um pouco de saudade de uma “cidade grande” ,de ir com meus amigos em um restaurante bacana, sentar em uma rodinha na praia ou simplesmente trabalhar. Gosto muito de viver aqui com meu filho de tres anos, a cidade eh segura, o jardim de infancia bem legal e os moradores sao super simpaticos com as criancas.

  16. Oi gentem!!!

    Lu gostei muito de sua entrevista, está bem legal, parabens!
    Esse negocio de net, nao é muito minha cara, sabe tenho meio que preguica e sempre achei que quem fica esrevendo coisas em blog`s é quem nao tem o que fazer, mas hoje vejo que estava BEM equivocada, isso ajuda e muito além de ser um meio de comunicacao eficiente, HOJE sei disse, é nada como passar um apuro né? rs…
    Gentem se alguém puder me ajudar, gostaria de contar um pouco da minha história…
    Casei com um alemao no Brasil, nunca pensamos em vir para Alemanha, mesmo porque ele ama o Brasil e eu nunca pensei em sair de lá, pois sou formada e tinha um emprego razoável, mas como o futuro ninguém conhece, ele nos surpreendeu com a falta de emprego, eu tudo bem continuava trabalhando, mas meu marido, a empresa que ele trabalhava fechou e como o salário dele era um pouco alto, ele nao conseguiu se alocar em uma nova empresa ganhando o mesmo, enfim conversamos e resolvemos vir pra cá, já que ele tinha um emprego bom garantido. Aqui estamos a 1 ano, já fiz o curso básico do idioma como manda o figurinho, pois como diz a Lu em sua entrevista, sou da mesma opiniao se quer viver no país, o mínimo que tem que fazer é aprender o idioma. Falo o básico do básico, em um ano nao deu pra aprender muito, pois em casa falamos portugues. Hoje estou sem fazer nada, pois o curso acabou e me sinto meia inútil, sempre trabalhei em escritório e estudava minha vida era bem corrida, hoje só fico em casa, nao me falta nada, gracas a Deus, mas esta dificil ficar assim, entao queria uma dica ou até uma ajuda de como devo procurar emprego, já li em jornais algumas coisas, mas todos que acho precisam de um conhecimento no idioma. Meu marido fala pra eu dar tempo ao tempo, assim vou aprendendo mais e praticando, pois ainda é bem cedo, mas confesso que estou desesperada.
    Antecipadamente agradeco quem puder me ajudar, ou se mesmo que responder sabere que alguem leu, isso pra mim já será bom.

    Obrigado!!

  17. OI QUERIDA EU MORO A 50KM DE HAMBURG SE VOCE QUIZER FALAR COMIGO ME MAND EUM EM-MAIL ME CHAMO MIRIAN SOU BRAISLEIRA E MORO AQUIR A HA MUITOS ANOS!

  18. Muito bacana sua entrevista Luciana. São de incentivos assim que estou precisando. Pois assim como vc, meu namorado mora em Berlin e ja estamos juntos ha um ano.E ele quer muito que eu vá morar aí. Mas estou com vários receios, de não me adaptar, de largar um emprego razoável aki no Rio, familia, minha idade tb assusta bastante (tenho 35 anos). Estive em Berlin e amei, fiquei encantada com quase tudo. Só o frio é complicado! hehehe. Se me decidir mesmo em ir, estarei indo em dezembro! Um abraço, mais conquistas e sucessos! bjs. Ana Paula.

  19. oi,gostei de sua entrevista , sou jovem e sonho em viver na alemanha,estou procurando um curso de idiomas,mas nao conheço ninguem da alemanha para me apoiar,e por isso estou começando a desistir disto…

  20. entre em contato comigo por email porfavor
    nuria.peres@hotmail.com
    se vc conhece alguem que acolhe brasileiros..me informe..me ajude!

  21. Lu , estou indo ai para um Congresso , eu e minha esposa , queriamos saber de locais para visitar , que seriam frequentados por moradores da cidade e não por turistas , já li bastante sobre os locais de turismo , mas queria saber sobre restaurantes de comidas locais que não podemos deixar de ir ma sua opinião , assim como passeios que temos que fazer na cidade , vamos passar 5 dias , eu ficarei mais no local do evento ( Centro de Convençlões ) e ela ficará mais disponível para passear , e é claro , fazer compras , kkkkk, agruado sua resposta , obrigado

  22. Olá Luciana.
    Muito boa sua experiência e parte da sua vida contada aqui.
    Com certeza, abriu muitos horizontes para aqueles que não tinham conhecimento da realidade.
    Gostaria muito de conversar com vc a respeito de algumas coisas mais em especifico da vida ai na Alemanha.
    Tenho muito interesse em passar um ano nesse país, mas ainda tenho certos medos.
    Será que poderia me ajudar de alguma forma?
    Obrigada.
    E-mail: nilcesdl_81@hotmail.com
    Nilce Lima

  23. Ola Luciana.
    Em janeiro estou a pensar mudar-me com o meu namorado para hamburgo. Uma ajuda seria bem vinda =D
    Entra em contacto através de bela5657@hotmai.com

    Beijinho

  24. Oi Luciana,
    Achei otimo compartilhar sua experiencia.. Estou passando por uma situacao parecida com a sua. Meu namorado é alemão e mora em Berlin, e eu aqui no Rio nao estou satisfeita com minha profissão e estou planejando me mudar para Berlin também, gostaria de saber se podemos conversar um pouco melhor
    nath_cardoso@hotmail.com ou nath0401 (skype)

    beijos!

  25. Luciana, estou chorando, pois´há alguns meses busco informações sobre a Alemanha.
    Irei no dia 27 de abril encontrar o meu namorado e gostaria muito de trocar algumas palavras com você.
    Moro no Rio também, mas o amor está longe e estou indo .
    Irei ficar uma semana, mas retorno em julho, pois passaremos férias juntos.
    Primeiro gostaria que você, se possível, me enviasse um e-mail para conversarmos.
    Se precisar de algo, posso levar para você. encontro a sua mãe aqui e levo a sua encomenda.
    O meu namorado reside em Wiesloch. Farei Rio- Frankfurt.
    O meu e-mail é kflauzino@ig.com.br ou karinacorreia2@gmail.com

    Obrigada pelas informações e aguardo anciosa pelo seu contato.

    Muita paz e alegria para vcs e seus pimpolhos.
    A primavera chega e tudo fica melhor.

    Beijos grande e não deixe de me enviar um e-mail.

    Grata,

    Karina

  26. ola luciana !vivo em portugal ha 7 anos e visitei a alemanha 3 vezes ,frankfurt,munik,heidelberg ,e manheim gostei muito .eles sao muito organizados em varios aspectos .estou pensando quando pegar dupla nacionalidade ir tentar algo melhor por ai .tenho e quer aprender falar o idioma .mais isto aprendo com 1 ano mais ou menos depois q eu ja estiver la ,vou estar com pessoas nativa e mais facil .muito bom seu depoimento. obrigado !

  27. Boa tarde, ajudou muito. Estou me programando para ir para Frankfurt, pretendo morar também, estou pesquisando muito a respeito, o idioma vou aprender no pais mesmo, estou improvisando algumas falas por enquanto. me fala mais sobre o Pais. angelcba.brandao@hotmail.com

  28. olá Luciana! Adorei ler sua entrevista. Tudo indica que há a possibilidade de um trabalho partindo aqui do brasil prá mim. E vou me esforçar para nas hs vagas aprender o idioma e me qualificar. Já viví em outros países, más só fiz trabalhar muito, acabei por ganhar pouco e ser explorada pk não reservei tempo p melhorar a minha situação. Acabei por me dedicar tanto aos outros que qdo quis pensar em mim, fui tida como propriedade exclusiva e cavalo de bons dentes… Ou seja, ou era como queriam que fosse ou não era nada. Estou de volta pela 2a vez ao Brasil a quase um ano, ganhando um slário mínimo, com 2 filhos. 1 já na Usp SP e o outro se empenhando, preparando e estudando muito p tbm uma boa universidade cursar. Esta é a maior riqueza que juntei e fui capaz de conservar, o estudo que tiveram e o amor e reconhecimento deles. Souberam aproveitar bem o que lhes foi proposto, falam inglês como seu filho, sem sotaques… Já eu, ui, até o inglês precisa de muita manutenção… Rsrsrsrs. Um grande bj. :)

  29. Oi Luciana, tudo bem?

    Eu li a sua entrevista e me identifiquei muito com você. Hoje moro no Brasil na cidade de Blumenau . Eu morei em 2005 e 2006 em Hamburgo e no final do ano que vem irei morar aí novamente . Quando eu for no final do ano que vem minha filha mais velha tera recém feito sete anos. Estou preocupada com a alfabetização dela.
    Você conhece alguma escola que ensina alemão e português?

    Meu marido é brasileiro mas naturalizado alemão, e irá trabalhar como gerente geral na área de vendas em uma empresa de Hamburgo.

    Meu e-mail é cintiapoffo@hotmail.com

  30. Quero desejar a todos um 2013 de muitas realizacoes!!!

  31. Boa tarde pessoal,

    Deixo aqui o endereco do meu blog http://lummn.blogspot.de/. Lá contar minhas experiencias em Hamburg.
    Bjs

  32. Oi, Muito linda sua entrevista! gostaria que me tirasse uma duvida: quando vc veio morar na alemanha o que voce fez para conseguir o visto? estou tendo dificuldades, a imigracao so me da o visto se eu fizer a prova do A1… Estou aqui a tres meses e digo que eh praticamente impossivel passar nesta prova em tao curto tempo! obrigada… meu email eh: regislouback@hotmail.com

    • Ola, Regislane ! Eu estou a 2 semanas aqui em Hamburgo e antes de vir fiz 1 mes do curso intensivo de alemão, nível A1, no Instituto Goethe em São Paulo. Eu fiz a prova do A1 em São Paulo antes de vir e consegui passar. Tenho outra colega de curso que acaba de chegar em Munique e também conseguiu passar. Sugiro que você procure o curso intensivo do Goethe e estude é claro. É perfeitamente possível conseguir ! Boa sorte !!!

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 109 outros seguidores

%d bloggers like this: